Tamanho da fonte

09/09/2021

Secretaria utiliza sistemas e tecnologias para melhorar o trânsito da cidade

Por: Wesley Duarte
Foto: Wilson Moreno

A Secretaria de Segurança Pública, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Trânsito (SESDEM), por meio da Gerência de Tráfego, realiza estudos técnicos para melhorar a mobilidade do município. Vários equipamentos e sistemas estão sendo utilizados para a emissão de relatórios estatísticos contendo a quantidade de veículos e pedestres que circulam na cidade, bem como o número de acidentes de trânsito registrados.

Os dados serão utilizados para elaboração de projetos de mobilidade para melhoria do trânsito municipal. O sistema moderno de videomonitoramento é capaz de realizar de maneira automática e precisa, a contagem de veículos que trafegam em determinada avenida em estudo. O diretor executivo de Mobilidade, Luís Correia, enfatiza que as informações colhidas pelos equipamentos são primordiais para aperfeiçoar os projetos de engenharia da unidade.

“Não temos como fazer mobilidade às escuras, sem saber como a população está se comportando, como o pedestre está agindo, como o condutor está se deslocando. Temos que ter esse levantamento para sabermos a quantidade de veículos que estão circulando na cidade. O objetivo é levantar essas informações para melhorar a mobilidade da cidade”, disse.

Luís Correia destaca ainda que “estamos condensando as sugestões que recebemos durante a campanha Mossoró Mobilidade. Agora, através das indicações recebidas, estamos realizando estudos técnicos e consequentemente precisamos de estatísticas para viabilizar os projetos”, relatou. 

Uma das preocupações da Secretaria de Trânsito é o número de acidentes nas ruas e avenidas da cidade. Visando diminuir a quantidade de acidentes e preservar vidas, um levantamento estatístico está sendo realizado para as intervenções nos pontos críticos que apresentam maior incidência.

A coleta de dados para atualização do sistema de acidentes de trânsito está sendo realizada em parceria com a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). “Em parceria com a Universidade, estamos levantando todas as informações e realizando um tabelamento. São dados do Samu, agentes de trânsito, Hospital Regional Tarcísio Maia e as polícias rodoviária Estadual e Federal. Através dessas informações vamos realmente saber qual o principal cruzamento que está registrando mais acidentes, qual o tipo de acidente, o horário e as circunstâncias que estão envolvidas”, finalizou Luís Correia.

 



Deixe seu comentário


1 Comentário(s)


  • Jefferey
    7 Ways To Promote Your Business Online For Free :http://www.congreso-hidalgo.gob.mx/urls/7F2