Tamanho da fonte

31/08/2021 - Editado há 1 mês

Secretaria de Educação finaliza preparativos para início da IV FECIRME

Por: Maricelio Almeida
Foto: Allan Phablo/PMM

A Secretaria Municipal de Educação (SME) finaliza os preparativos para o início da IV Feira de Ciências da Rede Municipal de Ensino de Mossoró (FECIRME). O evento, que em 2020 não foi realizado, volta a acontecer este ano, agora em formato virtual. A primeira etapa da feira está programada para o período de 20 de setembro a 14 de outubro, em 26 escolas da rede, sendo 16 da zona urbana e 10 da zona rural.

Nesse primeiro momento, cada escola desenvolve sua própria feira, etapa em que os projetos idealizados pelos alunos são credenciados para apresentação, virtual, na IV FECIRME, que deve acontecer de 17 a 19 de novembro. A feira contempla mais de 5 mil alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) das escolas municipais, além de aproximadamente 250 professores.

“Estamos fazendo esse ano uma retomada da feira nesse modelo não presencial. É um duplo desafio: retomar as atividades que foram paralisadas em 2020, em virtude da pandemia, e realizar pela primeira vez na rede municipal um evento dessa natureza no formato on-line”, pontua o gerente de Planejamento e Avaliação da SME, professor Mauro Marciel.

O objetivo da FECIRME é fomentar a cultura da pesquisa científica e tecnológica, o desenvolvimento intelectual contínuo, o protagonismo, a criatividade, a curiosidade e a construção do conhecimento de forma interdisciplinar, como destaca a professora Débora Praxedes, coordenadora dos anos finais do Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação.

Débora Praxedes e Mauro Marciel, membros do comitê responsável pela organização da FERCIME

Durante a etapa municipal, a ideia da Secretaria de Educação é organizar a apresentação dos projetos científicos em pelo menos três polos. “Como dissemos, o cenário atual nos traz uma série de desafios, por isso a necessidade de adequação do evento”, enfatiza o professor Mauro Marciel, acrescentando ainda que este ano os alunos poderão inscrever seus projetos em três diferentes modalidades:

“Serão aceitas inscrições de trabalhos nas categorias Iniciação, quando ainda não foram iniciadas as etapas experimentais; Em Desenvolvimento, projeto que apresenta resultados ou conclusões parciais; e Concluídos, projeto que já apresenta resultados e conclusões até a data da inscrição”.

Após a etapa municipal, os projetos credenciados na FECIRME serão apresentados da Feira de Ciências do Semiárido Potiguar, promovida em dezembro pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Serão 20 projetos selecionados.

Nesta edição, a FECIRME conta com um incentivo a mais para promover o engajamento dos alunos em relação à ciência, a partir de um projeto aprovado no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ): o “Feira de Ciências no contexto do Semiárido”, que tem abrangência municipal e concederá aos três alunos da equipe do primeiro lugar na FECIRME uma bolsa de R$ 100 mensais, durante seis meses.

FORMAÇÃO

Até o mês de novembro, uma série de atividades formativas será realizada dentro da programação prévia da IV Feira de Ciências da Rede Municipal de Ensino de Mossoró (FECIRME). A primeira formação virtual aconteceu em julho, com o tema “Metodologia Científica Aplicada a Projetos”, reunindo virtualmente mais de 100 pessoas, dentre eles, professores, supervisores e gestores das escolas de Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos.

Nesta quinta-feira, 2, um novo encontro está agendado, voltado para os articuladores de cada escola que participará do evento. No próximo dia 14, mais uma formação será promovida, com a temática “Como organizar um feira on-line” e participação do professor Felipe Ribeiro, que integra o projeto Ciência para Todos no Semiárido Potiguar, da Ufersa.

“Os encontros formativos existem para dar maior suporte às escolas, professores e articuladores da Feira de Ciências da Rede Municipal”, conclui a professora Débora Praxedes.



Deixe seu comentário


0 Comentário(s)