Tamanho da fonte

 Agricultura
Quarta-feira - 04/05/2022

Primeira etapa da vacinação contra a febre aftosa é iniciada no polo Jucuri

Por: Sayonara Amorim
Foto: Wilson Moreno (Secom/PMM)

Nas primeiras horas desta quarta-feira (4), as comunidades rurais que formam o polo Jucuri, na zona rural de Mossoró, receberam as equipes da Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (SEADRU) para início da vacinação dos bovinos contra a febre aftosa. As ações foram iniciadas às 6h30 e se estenderão até o fim da tarde.

As comunidades que receberam as equipes de vacinação neste primeiro dia foram: Projeto de Assentamento Solidão, Vingt Rosado, Cristais, Cabelo de Nego, Independência, Pedra Branca, Pajeú, Barreira Vermelha, Santa Rita de Cássia e Jucuri. "Eu vacino meus animais contra a febre aftosa desde quando começou, eu acho muito importante vacinar para evitar que os animais fiquem doentes”, o relato é do criador Olavo Franco de Oliveira, que reside na comunidade do Jucuri e possui 25 cabeças de gado.

Segundo a veterinária Cibelle Uchoa, que comandou uma das equipes de vacinação no polo Jucuri, a imunização do rebanho bovino contra a febre aftosa acontece em duas etepas. A primeira etapa foi iniciada hoje e a segunda está prevista para acontecer no mês de novembro. “Nessa primeira etapa são vacinados os animais de todas as idades. Na segunda etapa serão vacinados apenas os animais na faixa etária de 0 a 24 meses”, explicou Cibelle.

A previsão da SEADRU é vacinar aproximadamente quatro mil animais na região de Mossoró. A campanha contra a febre aftosa vai se estender até o dia 31 deste mês e atender a 120 comunidades e mais de 600 produtores rurais. A vacinação é garantida pela Prefeitura de Mossoró através da SEADRU em parceria com o Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA).

De acordo com o secretário de Agricultura Faviano Moreira, a campanha de vacinação contra a febre aftosa é de grande importância para garantir saúde do rebanho bovino e bubalino. “É a vacinação que garante a saúde do rebanho e qualidade do produto comercializado na região”, reforçou.

 


Podcast Mais Mossoró





Deixe seu comentário


0 Comentário(s)