Tamanho da fonte

08/08/2021 - Editado há 2 meses

Patrulha Maria da Penha promove ação educativa no enfrentamento à violência contra a mulher

Por: Wesley Duarte
Foto: Allan Phablo

A Guarda Civil Municipal, através da Patrulha Maria da Penha, promoveu neste domingo (8), na praça do Teatro Municipal Dix-huit Rosado, uma ação educativa pelo fim do ciclo da violência contra a mulher. O evento fez parte da programação do “Agosto Lilás”.

Na oportunidade, a Patrulha Maria da Penha debateu com a comunidade a importância da denúncia em caso de violência doméstica e familiar contra a mulher. Coordenadora de ações educativas da Patrulha, Lilian Cynthia lembrou que “A campanha é nacional. Ela é desenvolvida para alertar à população sobre o alto índice de violência contra a mulher. É preciso dar um basta nisso. Não podemos tolerar qualquer violência contra a mulher. As mulheres são vítimas de violência doméstica constantemente, estamos nessa luta para acabar com isso”, enfatizou. 

Durante o mês de agosto, diversas atividades estão sendo realizadas pela Patrulha Maria da Penha juntamente com o Centro de Referência da Mulher e o Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

Em 8 meses de trabalho, a Patrulha Maria da Penha já atendeu mais de 240 medidas protetivas expedidas pelo Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. Esses atendimentos acontecem quando já existe uma ação contra o agressor. A Patrulha faz o acompanhamento, verificando se as medidas estão sendo cumpridas.

“O trabalho é feito em conjunto. O Juizado de Violência Doméstica informa à Patrulha Maria da Penha sobre as medidas protetivas e a equipe faz o acompanhamento. Antes, era meramente através de ordem judicial. Depois que a Patrulha chegou a Mossoró, a equipe realiza um trabalho essencial, que é a efetivação das medidas preventivas que são decretadas”, destacou Helena Leite, assistente social do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

A Patrulha Maria da Penha conta com central de atendimento para atender mulheres vítimas de violência doméstica. O número de emergência é o 153, a ligação é gratuita. A central conta ainda com o número (84) 9 8631-7000, onde a vítima ou denunciante poderá enviar mensagens de texto, áudio, vídeo e até mesmo a localização do fato. O serviço funciona 24h por dia.

 

 



Deixe seu comentário


0 Comentário(s)