Tamanho da fonte

 Assistência Social e Cidadania
Terça-feira - 27/04/2021

Campanha 18 de Maio será reestruturada por conta da pandemia

Por: Edinaldo Moreno

A formatação para a campanha 18 de Maio desse ano será reestruturada em virtude da pandemia do novo coronavírus. A utilização das redes sociais será mais frequente para que as informações referentes a campanha cheguem a população.

A assistente social e coordenadora do Centro de Referência Especializada da Assistência Social (CREAS), Laura Poliana, explica que haverá uma ênfase na divulgação sobre a importância do combate a exploração sexual de crianças e adolescentes.

“Nós daremos ênfase a questão da orientação da divulgação sobre a importância do combate a exploração sexual de crianças e adolescentes. Vamos utilizar muito das redes sociais para que essas informações cheguem a população”.

Laura Poliana destaca que haverá abordagens sociais. A equipe técnica visitará diversos estabelecimentos considerados como pontos vulneráveis da exploração sexual de crianças e adolescentes, além de outros locais de grande circulação de pessoas.

“Nós teremos abordagens sociais de rondas onde a equipe técnica estará realizando visitação a postos de combustível, considerado pontos vulneráveis na questão da exploração sexual de crianças e adolescentes, casa de drinks, a título de orientação aos proprietários. Iremos também aos mercados públicos, Vuco-Vuco e Cobal. Também haverá abordagens nas UBSs, onde vamos afixar cartazes colocando em evidência essa questão dos canais de denúncia para a população”.

O planejamento da campanha é realizado através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Juventude, por intermédio do Centro de Referência Especializada da Assistência Social (CREAS), em conjunto com toda a rede de proteção social básica. “Temos como parceiros os Conselhos Tutelares, a Guarda Municipal, pessoal que trabalha com a Maria da Penha, a Polícia Rodoviária Federal e demais conselhos como Ministério Público, COMDICA”, conta a coordenadora do CREAS.

O 18 de maio é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O objetivo da mobilização é convocar toda sociedade brasileira para o compromisso de proteger as crianças e adolescentes.

A data é em memória à menina Araceli Crespo, de 08 anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973. Essa data foi instituída em 2000 pelo projeto de lei 9970/00.

A violência sexual de crianças e adolescentes pode ocorrer em várias idades (incluindo bebês), e em todas as classes sociais, podendo ser de várias formas, como:

abuso sexual: a criança é utilizada por adulto, ou até um adolescente, para praticar algum ato de natureza sexual;

exploração sexual: usar crianças e adolescentes com propósito de troca ou de obter lucro financeiro ou de outra natureza em turismo sexual, tráfico, pornografia, ou também em rede de prostituição.


Podcast Mais Mossoró





Deixe seu comentário


3 Comentário(s)




  • Carmem Lucia Soares
    Não tô conseguindo entrar quando coloco o CPF diz que já é cadastrado,mas não consigo entrar.